Autoconhecimento e Produtividade

Gambe4Women
4 min readFeb 16, 2024

by Marina Lohmann

Photo by Jane Palash on Unsplash

A produtividade tornou-se um dos objetivos universais mais cobiçados nos tempos atuais, seja no trabalho ou na vida pessoal. A meta é realizar o máximo possível no menor tempo possível. Para ajudar a alcançar esse objetivo, temos uma enxurrada de ferramentas, livros e cursos a nossa disposição . No entanto, de nada adianta dispormos desse arsenal se não soubermos quem somos, quais são nossos valores, o que realmente é importante para nós e aonde queremos chegar. Portanto, o autoconhecimento — o conhecimento que uma pessoa tem sobre si mesma — é uma das peças fundamentais quando se fala em produtividade.

Conhecer a nós mesmos nos permite olhar com mais clareza, identificar e analisar nossos comportamentos, compreender nossas emoções e seus impactos uns sobre os outros.

O auto conhecimento nos permite ainda nos conectarmos com nossas forças, reconhecermos nossas fraquezas, motivações e limites. Ele nos leva à consciência de quem somos de verdade, do que fazemos, do porquê fazemos algo, e é esse conhecimento que nos permite ajustar nossas ações de forma que sejam mais alinhadas aos nossos valores e ao que desejamos alcançar.

O entendimento de quem somos nos ajuda a identificar quais são as melhores decisões que podemos tomar para atingirmos o nosso potencial e nos tornarmos quem realmente queremos ser. Ao fazermos melhores escolhas para seguirmos o caminho desejado da plénitude , somos capazes de enfrentar os eventuais desvios e obstáculos com mais determinação. Além disso, ao identificarmos nossos pontos fortes e fracos, podemos escolher onde queremos concentrar nossa energia, tornando-nos mais eficientes e envolvidos no processo, levando-nos a uma maior satisfação no trabalho e na vida pessoal e consequentemente mais produtivos. Assim, podemos afirmar que o autoconhecimento é o motor da produtividade; sem ele, não há evolução e permanecemos estagnados, seja na vida profissional ou pessoal.

Portanto, para alcançar a tão sonhada produtividade, é fundamental termos consciência do que nos motiva e das razões pelas quais estamos executando certas ações. A busca pela produtividade sem o alinhamento com o autoconhecimento pode ter efeitos nefastos na nossa saúde física e mental, causando sentimentos de frustração, estresse, doenças e podendo nos levar a um esgotamento físico e mental. O equilíbrio físico e mental é a peça-chave para mantermos um alto nível de produtividade ao longo do tempo.

Mas como podemos melhorar essa compreensão de nós mesmos?

Muitas pessoas acreditam que o autoconhecimento está ligado ao passado, que devemos entender o que passamos para entender quem somos. Sim, é verdade que nossas histórias de vida ajudam a elucidar os caminhos que tomamos para sermos quem somos, mas elas NÃO NOS DEFINEM. Portanto, o autoconhecimento é construído no aqui e agora. Compreender quem somos é uma tarefa diária que exige reflexão, conexão com quem somos no tempo presente.

Existem várias formas de desenvolver o autoconhecimento. Você certamente já ouviu falar de Mindfulness.

Mindfulness

Photo by Lutchenca Medeiros on Unsplash

Mas o que é realmente Mindfulness além de uma prática de meditação?
Mindfulness é a capacidade de estar totalmente presente, conscientes de onde estamos, do que estamos fazendo e do que estamos sentindo, de maneira que não nos sintamos excessivamente sobrecarregados com o que está acontecendo ao nosso redor. Estudos mostram que ao praticarmos a “plena consciência”, melhoramos nossa concentração, ampliamos nossa capacidade de tomarmos decisões assertivas e reduzimos o nível de estresse em nossa vida. Consequentemente, conseguimos ser mais inteiros, motivados, criativos e eficientes nos compromissos que assumimos.

Prática Reflexiva

Photo by Greg Rakozy on Unsplash

A prática reflexiva também é outra técnica que nos ajuda a comprendermos quem somos sem julgamento, a transformarmos nossa experiência em conhecimento e a entendermos nossas emoções, motivações, os resultados positivos ou negativos de nossas ações. Ela consiste em nos proporcionarmos espaços diários para nos questionarmos sobre o que vivenciamos. O que foi positivo? O que foi negativo? O que precisa ser mudado? Ela pode ser feita através de uma conversa, um diário ou um simples momento de silêncio.

Embora o autoconhecimento consista em olharmos para dentro, ele pode vir também através do feedback externo. Estar aberto a feedbacks pode nos fornecer insights valiosos sobre como somos percebidos pelos outros e onde podem estar nossas áreas que necessitam desenvolvimento.

É importante lembrar que o autoconhecimento é uma jornada pessoal e singular e não há uma abordagem única que funcione para todos. O autoconhecimento só pode ser desenvolvido no tempo presente através da reflexão diária, de uma autoanálise honesta, da autoaceitação e do entendemento do nosso propósito. Ao comprendermos melhor quem somos,tomamos decisões mais conscientes, priorizamos tarefas alinhadas a nossas metas e valores, gerenciamos melhor nosso tempo e energia e mantemos um equilíbrio saúdavel entre trabalho e vida pessoal. O resultado disso é um aumento significativo da produtividade. Em essência, quanto mais nos conhecemos, mais eficazes e produtivos nos tornamos.

--

--